ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO

O encontro de todos os filhos ou rendidos ao Privilégio da Natureza

MORREU UMA DAS MEMÓRIAS DE ESPOSENDE - Dr. Sobral Torres

Soube, com pesar, da morte do Dr. Sobral Torres.
Uma figura incontornável da cultura de Esposende, repositório de histórias e "estórias" da nossa terra. Acutilante quanto baste, mordaz na crítica, insatisfeito com o "status quo" mas sempre disponível para esclarecer dúvidas dos últimos 75 anos. Guardião de um arquivo riquíssimo - que segundo ele - seriam também as memórias de seu pai. Escreveu alguns textos interessantes em jornais, nomeadamente no Jornal de Esposende, participou e colaborou na monografia dos 400 anos de elevação de esposende a vila e concelho e, com pena nossa, ficou-se pelas páginas de periódicos. Foi "desafiado" por várias vezes para escrever as suas memórias pois todos sairíamos enriquecidos. Disse-nos, sempre, que não. Foi uma perda. No seu escritório/arquivo ostentava uma caricatura que lhe fiz há já uns anos (1985?). Dizia que se revia naquele desenho. Em Abril último falei com ele, foi crítico, como sempre, mas, em simultâneo, esclarecedor. Disse "estar de mal com a história" frase que lhe repetia com frequência. Dele fiz o último apontamento que aqui deixo para memória.

Exibições: 250

Anexos

Responder esta

Respostas a este tópico

Caricatura de um homem que sempre caricaturou a vida.
Efectivamente, o Dr. Sobral Torres, era um arquivo de memórias ambulante, era só "dar-lhe corda".
Lidei, fugazmente, com ele em conversas de ocasião notando-lhe o brio com que falava de Esposende. Revi-o ainda, uma e outra vez, em conversas de "confessionário" no seu e nosso cabeleireiro, o do Alberto Matos, e era um prazer ouvi-lo discernir sobre os mais variados assuntos.
Parece que já se "despedia" de Esposende quando, já algo alquebrado, nos últimos tempos ainda se sentava no seu cafezinho preferido da Praça.
Quem não lembra os seus passeios de biciclete e na praia, sempre a dar ao pedal !?
Amigo, um "até já".
Saudações amistosas:

O Dr. Sobral Torres era meu vizinho de rua e com ele desfrutei de inúmeras conversas sobre temas diversificados, mormente sobre Futebol, mais concretamente versando a temática histórica do Esposende Sport Clube, precisamente uma área que, pessoalmente, tenho muita propensão, motivação e vivência desportiva.
Era gratificante ouvi-lo falar das origens do E.S.C. os seus dirigentes, das condições e recursos existentes no seio do Clube , os primeiros campos de futebol onde jogava E.S.C., os seus jogadores antigos, falava do meu tio Passos, jogador,( do meu pai...) e de muitas personagens que muito deram ao ESC (Professor Beirão...) e à Vila, agora cidade , de Esposende.
Naveguei, não na "Net", mas sim no DST (Dr.Sobral Torres) ouvindo com incontido prazer as suas histórias e "estórias" e dizia-me ele:
- "O menino não sabe nada" ! As datas corriam harmoniosamente, como a corrente do rio Cávado, nas suas antigas e serenas vazantes e, de facto, eu não sabia nada.

Este malogrado Esposendense deveria viver muitos e muitos anos, quase eternamente, se eu tivesse Poder Divino!... A sua estatura cultural e social , era transbordante e riquíssima e na última conversa que tive com o Dr. Sobral Torres foi na Papelaria e Livraria Cávado e o nosso derradeiro tema foi, "para variar", o Futebol, mais para ouvir notícias da ADE porque sabia que as informações eram "fresquinhas"...
À família do Dr. Sobral Torres os meus sinceros e sentidos pesâmes e que Deus o abrace e o acomode no"Paraiso Celestial" porque um dia, estarei lá., talvez para conversar sobre futebol -ESC/ADE- ou mesmo, sobre a sua Académica (de Maló e companhia) que tanto amava!...

Carlos Barros, um amigo sofrido.

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por José Alexandre Areia L Basto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço