ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO

O encontro de todos os filhos ou rendidos ao Privilégio da Natureza

Caros amigos

A propósito da realização do ainda denominado "Natal do Bananeiro", em Braga, venho colocar à vossa consideração uma ideia:

Para quem não conhece, o Natal do Bananeiro é uma tradição que actualmente reúne milhares de pessoas no fim da tarde de 24 de Dezembro, no centro de Braga. Nasceu há trinta e tal anos, embora só recentemente tenha sido dada a conhecer pela televisão, pelo que passou de uma reunião de centenas de comerciante e amigos, para uma concentração de ordem dos milhares. É já o principal ponto de encontro de amigos que passam longo tempo sem se encontrarem. É um fenómeno, além de muito engraçado, interessantíssimo. Já não se dispensa o Natal sem uma ida ao Natal do Bananeiro. Tradicionalmente, consiste no convívio de rua em que se saboreia um (ou mais) copo de vinho moscatel e, eventualmente, ou originalmente, acompanhado de uma banana.

É o festejo do Natal em sociedade, com velhos amigos e novos conhecimentos, antes da ida para casa, onde espera a tradicional Ceia de Natal com a família.

Pois bem, lembrei-me de transportar a ideia para Esposende, adaptando-a. Assim, atendendo a que me parece difícil de adaptar ao dia de Natal em Esposende, e tendo em atenção que a nossa terra possui já uma tradição muito engraçada e carismática que marca o fim do ano (Ano Velho), penso que poderia ser interessante realizar um evento do género no dia 31, no centro (talvez no Largo dos Peixinhos), com um brinde à despedida do ano velho e de boas-vindas ao novo.

 

Que vos parece? 

 

  

Exibições: 169

Responder esta

Respostas a este tópico

Super apoiado. E marco já a hora. 17 horas lá estarei e levo moscatel.

Tenho dito.

Proposta aprovadíssima!

Vou ter nesse dia muita gente a jantar na casa da Barca, mas dá-se sempre um jeito para participar em tão interessante encontro de Esposendenses.

Parabéns pela ideia.

Aproveito para comunicar que... FIZ AS PAZES COM O PAI NATAL. SOMOS AMIGOS.

Um abraço, ainda com sabor a canela (as festas cá em casa duraram até hoje, e a abalada dos últimos _ até à próxima sexta _ foi há cerca de umas duas horas).

Claro, amigo! Só que sugiro o "Largo da Catraia" para o dito encontro!! Estou a brincar...Se para mim o Largo dos  Peixinhos já foi há décadas enterrado, depois de substituído pela "eira", gosto mais de nomear o remodelado largo focando um ícone desta terra de rio e mar. Quanto a estar ou não presente, sabes como é, preciso de saber se há já algum projecto delineado anteriormente.

Com estima,

Bernardete

Podemos, então, combinar antes no Largo Dr. Fonseca Lima. Também lá não se deve estar mal.

Eu também apoio a ideia É sempre bom estar com os amigos. Também nesse dia tenho cá em casa a família e portanto mais trabalho, mas lá estarei com muito gosto .Se pudesse ser mais cedo que as 17 horas.Vamos lá dizer adeus ao ano velho

   Acho muito bem Zé Alexandre. Ainda que tenha ceia cá em casa,sempre se há-de dar um jeito. Curiosamente eu não conhec ia o Natal do bananeiro que deve ser, de facto interessante.  

   Um abraço    

   Paula

Para mim é só marcar a hora, pode muito bem sair uma coisa engraçada e ficar para a posterioridade
Se cá estiver (ainda não tenho a certeza) lá estarei.5 da tarde? É necessário levar a cara enfarruscada como os "anos velhos" de quem eu tinha um pavor em míuda?
Parece-me cedo. Compreendo o problema de quem está a preparar a ceia, mas a ideia era de aproximar da noite, da recolha dos grupos do Ano Velho (que não sei se há) e ser prévio ao recolher para a ceia. Se se conseguisse conciliar tudo, seria o ideal.

Aqui em Braga, ocorre entre as 17,30 e não sei a que horas acaba. (Já tenho ouvido dizer que há quem fique por ali. Já não consegue chegar a casa!) Mas penso que a malta começa a sair a partir das 19,30.

Penso que, para o tipo de evento que é, o facto de ser já sem luz do dia é importante.
Alguém sabe se este ano há grupos do Ano Velho?

«E bota o ano belho fora!

E benha o nobo cá pa dentro!

Tá-rá-tá-tá

Tá-tá-rá-tá-rá-tá-tá

...............»

Sugiro encontro às 16h, que é o meio termo entre as sugestões já apresentadas. Assim, quem recebe gente em casa ao jantar (é o meu caso) terá tempo de ir ao "Ano Belho", "tar" um bocadinho com a malta, e vir tratar do dito jantar. No início da tarde, parece-me demasiado cedo para uma iniciativa deste género (o ideal seria, como diz o ZA, já com o último dia do ano "belho" a sumir-se), além de que, por esta altura, também se prolonga o almoço e fica tudo muito apertado. Falo por mim, que vou ter alguma dificuldade em dar conta de vários recados, mas farei os impossíveis para não faltar ao "Ano Belho".

Quanto ao local, não tenho preferência, mas se pudesse ser UM SOCAIRINHO...

Caro Arquitecrto.

Essa tradição foi recuperada há uns anos  pela Junta da FReguesia e é celebrada pela nossa rapaziada que conrtinua a enchurrascar-se e a transportar-se em veículos que são umas "carrelas "tão estilizadas, que só lhes falta o "aquecedor"...

Pois bem, eu não me posso desligar daquilo que represento, mas, entendo que a Junta pode colaborar com a ideia,o que , aliás, já transmiti à Augustinha.

Nós (Junta da Freguesia) levamos a efeito um Concurso, que premeia os 6(seis) primeiros "Anos Velhos". Esse concurso tem como característica fundamental, no seu Regulamento, a genuinidade dos concorrentes, isto é, quanto mais tradicionais (à antiga) se apresentarem, melhor serão classificados pelo Júri.

Por isso, a concentração que está marcada para o Largo Rodrigues Sampaio, pelas 17 horas, poderá, porventura, deslocar-se para o Largo Dr. Fonseca Lima.

Lá se cantará o "E Bota o Ano Velho fora..."

Vamos lá acertar isto, porque isto é mais uma tradição da nossa Ribeira,que o mesmo é dizer... de ESPOSENDE!!

E prepartem-se para fazer parte do JURÌ.

Zé Felgueiras

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por José Alexandre Areia L Basto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço