ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO

O encontro de todos os filhos ou rendidos ao Privilégio da Natureza

Amigos Esposendenses,de cá e "di lá", com um especial abraço aos meus amigos Toninho da Lucinda e Fernando Rites.
Aqui vão os versos do Menino Jesus.
Dar-vos ei mais notícias sobre a marcação do nosso "encontro", que (assim o espero..)" vai fdeixar marcas na nossa comunidade!
Já falei com o Padre Delfim, que (reparem bem...) quer envolver toda a "tropinha" da Catequese...
Lá vai o Zé Feliz ter que "cantar" (?) para "ensinar" a música!
Valha-me o Menino Jesus !...
Aguardem notícias concretas e definitivas,tá?
Então lá vão "eles":

Versos ao Menino Jesus

Ó Infante, suavíssimo,
Não estejas encoberto,
Ó Infante suavíssimo,
Não estejas encoberto,
Saí a remir o Mundo,
Saí a remir o Mundo,
Ponde-vos a manifesto

Coro:
Contentes, alegres,
Nós hoje cantamos,
Ó Filho da Virgem,
Por quem suspiramos.
Ó Filho da Virgem,
Por quem suspiramos!

II
Ó Infante suavíssimo
Ó meu amado Jesus,
Ó Infante suavíssimo,
Ò meu amado Jesus,
Vinde alumiar minha alma,
Vinde alumiar minha alma,
Vinde dar ao Mundo luz!

Coro:
Contentes, alegres,
Nós hoje, cantamos,
Ó Filho da Virgem,
Por quem suspiramos.
Ó Filho da Virgem,
Por quem suspiramos!

III
Ó Infante, suavíssimo,
Nascei no meu coração,
Ó Infante, suavíssimo,
Nascei no meu coração,
E no centro do meu peito,
E no centro o meu peito,
Fazei vossa habitação.

Coro.


IV
Ó Infante suavíssimo,
Deus de infinita beleza ,
Vinde nascer na minha alma,
Vinde nascer na minha alma,
Abrandar sua dureza.

Coro:

V

Ó Infante suavíssimo,
Sem vós não posso viver,
Ó Infante suavíssimo,
Sem vós não posso viver,
Aqui tendes o meu peito,
Aqui tendes o meu peito,
Nele vinde já nascer.

Coro:

VI
Ó Infante suavíssimo,
Nascei, não vos detenhais,
Ó Infante suavíssimo,
Nascei, não vos detenhais,
Meu coração desfalece,
Meu coração desfalece,
Já não pode esperar mais!

Acabada a recitação do Terço e no fim da “Salve Rainha”, e antes da Bênção, cantam-se “seguidinhos” , os seguintes versos, com música diferente:

Ouvi Jesus piedoso,
As minhas deprecações,
Vinde com Vosso exemplo,
Dirigir minhas acções
Vinde com Vosso exemplo
Dirigir minhas acções,
Dirigir minhas acções.

Afastai Senhor de mim,
Eu confesso a nossa dor,
Que a minha alma já não pode,
Ser ingrata a tanto amor,
Que a minha alma já não pode,
Ser ingrata a tanto amor,
Ser ingrata a tanto amor.

Para que vivamos sempre,
Conforme a vossa vontade,
E poder ir, seguramente,
Gozarmos a eternidade,
E poder ir, seguramente
Gozarmos a eternidade,
Gozarmos a eternidade…

Zé Feliz

Novembro de 2009

Exibições: 714

Responder esta

Respostas a este tópico

olá Zé Felgueiras
tens de arranjar um Piriri para tomar conta de nós
um abraço
Jorge
Zé, meu amigo, retribuo-te o teu com outro abraço fraternal.
Lamento confessar que não me lembro de tudo isto que está aí acima. É pecado? Deveria saber, considerando minha história e tudo o mais que recordo?
E nós os da "Diáspora" não poderíamos acompanhar pela ESPOSENDE TV? É utópico?
ANJO
Não, meu caro António!
Estou a tratar disso...
Não sei se sabes música... Se souberes, eu mando-te a "partitura", que te lembras logo!!!...
Toninho, meu velho amigo,te garanto que este Natal vais cantar com tua esposa e toda a tua famíla o «Infante Suavíssimo».
Um GRANDE ABRAÇO, meu "chapa".
Zé Feliz

AntonioJorgeMotaCruz e MªArminda disse:
Zé, meu amigo, retribuo-te o teu com outro abraço fraternal.
Lamento confessar que não me lembro de tudo isto que está aí acima. É pecado? Deveria saber, considerando minha história e tudo o mais que recordo?
E nós os da "Diáspora" não poderíamos acompanhar pela ESPOSENDE TV? É utópico?
ANJO
Já sou do tempo Belmiro da Fura

Eduardo Jorge Tavares Ferreira disse:
olá Zé Felgueiras
tens de arranjar um Piriri para tomar conta de nós
um abraço
Jorge
Ó Zé Felgueiras !!! Então ?
Falta-te a quadra principal, que era assim:
Ó Infante suavíssimo
Vinde vinde, já ao mundo
Ó Infante suavissimo, vinde vinde, já ao miundo.
Tinar-nos do cativeiro, tirar-nos do cativeiro.
Deste abismo profundo.

Contentes alegre.... .....
Manel,
Tens toda a razão!... Falta essa....
E parece-me que é logo das primeiras... Tenho que falar contigo, porque também tenho dúvidas se a segunda quadra que escrevi ,não é a primeira.
Estou a acertar com o Padre Delfim, o dia e hora para a "nossa" participação. A hora já está definida : 9 da noite. Eu procuro-te para falarmos.
Um abraço.
Zé Felgueiras

Responder à discussão

RSS

© 2020   Criado por José Alexandre Areia L Basto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço