ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO

O encontro de todos os filhos ou rendidos ao Privilégio da Natureza

outubro 2009 Posts no Blog (25)

LANDITO, MEU GRANDE AMIGO



O Landito e o Né Beleza foram, talvez, os meus maiores amigos de infância e juventude. Claro que tive muitos outros grandes amigos também, mas com estes dois camaradas devo ter passado os dias mais intensos dessa época das nossas vidas. Felizmente eu e o Né ainda andamos por cá. O Grande Landito deixou-nos já há muitos anos. E que saudades tenho dele. Era um tipo das arábias. Os três fazíamos parte da Patrulha Falcão que, aqui no agrupamento, dava cartas. Juntos com o Bacelos, o… Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 31 outubro 2009 às 17:22 — 4 Comentários

Doutor Belchior

Quem não se lembra daquelas barbas brancas e barriga proeminente que fazia lembrar o Pai Natal?

Era advogado , com escritório nos baixos de minha casa, na rua da Senhora da Saúde. Também era o nosso professor de francês, no colégio Infante de Sagres, o colégio do Dr. Reis.Seria o responsável por eu tirar o curso de românicas??????????? Era cá um respeitinho!!! Sempre na Primorosa, grande cliente e amigo, penso, da D. Fininha.

Contava as vezes que as meninas passavam na rua direita. E… Continuar

Adicionado por Antonieta M. Beirão N. Gonçalves em 30 outubro 2009 às 19:06 — 1 Comentário

A D. QUININHA E O JOÃO CANICA

Quantos de vós cinquentões do meu tempo frequentastes este ATL ou melhor dizendo e utilizando a linguagem do dia as AEC dos anos 60?

Mal acabava a escola e eis-nos numa correria louca para a D. Quininha, pois queríamos ser os primeiros a ir buscar a nossa cadeirinha que estava amontoada no quintal, para colocá-la no melhor sítio da sala, de preferência longe da lareira para vermos o que escrevíamos.

E se estivéssemos "apertadinhos"' ?

Que saudades daquela latrina, mas que só a… Continuar

Adicionado por maria herminia gigante bacelar f em 30 outubro 2009 às 0:00 — 2 Comentários

O cheiro e o som do Nosso Largo



Ao olhar para esta foto consigo ver e ouvir o Sr. Bacelar a tocar as lindas melodias na sua flauta à janela.

Esta foto também me trouxe à memória o cheiro da meia-receita (café com cevada) que íamos buscar à loja da Lininha. O cheiro bom dos bolos quentinhos da fábrica da Primorosa que invadia o Largo. O cheiro da roupa branca acabada de lavar no tanque e que de seguida era levada para a nossa Ribeira e posta a corar. Adorava ir com a Sra.… Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 29 outubro 2009 às 15:12 — 3 Comentários

O Campo do Grémio

O campo do grémio era o "Maracanã" da malta do sul, pois realizam-se grandes jogos de futebol e até os nossos "Jogos Olímpicos" entre outras brincadeiras desde o festival da canção, á malha, aos "papéisinhos" cromos da bola, ao mata, ás casinhas, ao circo, etc. Posteriormente também vinha a malta do norte e até casados jogar á bola. Grandes encontros. Mas este espaço, inicialmente fechado com vinha e seus respectivos esteios, que aquando dos arruamentos para construção da primeira fase do… Continuar

Adicionado por Pedro Araújo em 28 outubro 2009 às 23:10 — 7 Comentários

A Emilinha do Hospital (A doutrina )

Doutrina, ( hoje é mais comum dizer-se “catequese”) era a importante tarefa que a senhora Emilinha tinha, ao preparar crianças de 6/7 anos para a 1ª comunhão. Eu fui uma das suas discípulas e sem me lembrar muito bem porquê ainda hoje sei de cor parte destas aulas. Quero aqui prestar-lhe a minha homenagem, pois não deveria ter sido fácil controlar aqueles jovens cheios de energia.

Esta figura é por isso, uma das que eu recordo com saudade, faz parte integrante das minhas memórias e quando… Continuar

Adicionado por Firmina Ferreira Morgado em 28 outubro 2009 às 12:26 — Sem comentários

A Biblioteca

A Biblioteca



Cartãozinho em punho, às quintas-feiras de 15 em 15 dias, lá nos encontrávamos no Largo dos Peixinhos à espera da chegada da carrinha adaptada, cheia de livros fornecidos pela Fundação Gulbenkian e que fazia as delícias dos jovens estudantes.

Era certo que no dia da visita, os leitores mais novos combinavam durante o recreio na escola, irem mais cedo (a hora de chegada era às 5.30 pm) para poderem brincar, jogar aos 4 cantinhos nos arcos da Câmara, às escondidas, ao… Continuar

Adicionado por Firmina Ferreira Morgado em 23 outubro 2009 às 12:58 — Sem comentários

MEDOS DE CRIANÇA

Fim do mundo no Rodrigues Sampaio! Grande ajuntamento de canalha! Tudo às cotoveladas para espreitar o que se passava lá no meio daquele novelo de crianças! A Mena Miquelino já à chapada a toda a gente para furar e conseguir lugar na primeira fila!

Que se passa? O que é que está toda a miudagem a ver?

Os Monteirinhos (Paulo e Pedro) tinham aparecido no Largo com um carrinho de pedais. Coisa nunca vista. Capô de chapa reluzente e traseira rapada sobre o encosto do condutor. Dentro do… Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 22 outubro 2009 às 23:51 — 1 Comentário

PRESERVAÇÃO DA FAUNA MARINHA E RIBEIRINHA

Não sei se o nosso amigo ANTONIO EDUARDO LOSA FARIA é um ativo preservacionista mas, analisado o resultado obtido pela lente de sua câmera fotográfica ( vejam suas fotos ), no mínimo, o é sem dar-se conta disso.



Sua lente me remete a uma mesma preocupação, aqui levantada por mim, em "Da lampreia & da sua sustentabilidade" e, de forma mais aprofundada, pelo nosso companheiro Rui Manuel, em "Esposende, comunidade piscatória?": a preocupação com a preservação, pelos esposendenses,… Continuar

Adicionado por AntonioJorgeMotaCruz e MªArminda em 22 outubro 2009 às 2:44 — 3 Comentários

O PICAU

É reconfortante, depois de um dia de trabalho, sentar e ler tudo o que bonito está neste site.

Hoje, a ouvir uma chuva torrencial, que o Inverno chegou cedo a estes lados. Fecho os olhos, a pensar, a sonhar. E, parece-me ouvir ao longe uma voz rouca gritando:

"Maoto, mauquiado, num te perou, maoto, mauquiado". E, quando a ofensa era maior, lá saí um fiap...

Era o Picau, Sr. Eusébio, se faz favor, ternamente tratado por Zébinho para quem não queria ouvir o chorrilho.

Barbudo,… Continuar

Adicionado por Manuel José Igreja Nunes Beirão em 22 outubro 2009 às 1:11 — 2 Comentários

O VALDEMAR

Esta é uma figura incontornável da nossa terra. O Valdemar era o maior.

Quero contar três histórias que me foram a mim contadas pelo meu saudoso Tio Beirão. Dizia ele que um certo dia um estranho chegado a Esposende procurava o Sr. Franclim da Havanesa. Chegado ao centro da Vila (então era Vila) procurou informações e a primeira pessoa que encontrou foi o Valdemar. Ao pedido de ajuda respondeu:

Tu vai chempe im fente. Enconta o Pinta Macaco (estátua do pintor Medina), vira à esquera,… Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 21 outubro 2009 às 23:58 — 3 Comentários

Emigrante Esposendense

Peço desculpa postei este texto por engano no blog do meu cunhado Luís Lamela.( quem não sabe é como quem não vê)



Não sei porquê, mas estou convencida que, ser emigrante e de Esposende, é diferente de ser emigrante vindo de outra parte do país. Ao pensar na saída da minha família para fazer face `as dificuldades da vida na década de 60, lembro-me muito bem, das saudades que o meu pai sentia, (á data com mais ou menos 40 anos de idade), pela maneira como falava aos outros portugueses… Continuar

Adicionado por Firmina Ferreira Morgado em 21 outubro 2009 às 15:10 — 4 Comentários

Esposende, comunidade piscatória?

Por causa da pesca da lampreia, e para responder ao post sobre esse assunto do amigo António Jorge, reli o artigo do Prof. Álvaro Campelo (distinto antropólogo) acerca dos pescadores de Esposende, da sua comunidade e a sua relação com a cidade de Esposende. Vejamos.



«Para a maior parte dos transeuntes da marginal de Esposende o estuário do rio é “apenas” uma paisagem idílica, onde o olhar se estende em deleites ora solitários, ora partilhados. Os mais jovens vêm nele o convite a… Continuar

Adicionado por Rui Manuel Cavalheiro Cunha em 19 outubro 2009 às 18:54 — 2 Comentários

SAUDOSO Dr. REGADO

A entrada da Xana (Alexandra Regado) hoje cá na nossa ribeira despertou-me um milhão de recordações. Não é que o Tony não o fizesse, mas a proximidade de idades com a Xana é maior e daí o clique.

A Xana nasceu mesmo ali ao lado, no Rodrigues Sampaio, por cima da loja do Sr. Abílio e da Sra. Alice. Era ali que vivia a tão querida de todos e professora de muitos, D. Isolina, e o seu ilustre marido o Sr. Dr. Regado. Acontece que o Dr. Regado era o máximo. Eu adorava-o. Tinha uma lambreta e… Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 19 outubro 2009 às 0:10 — 1 Comentário

DA LAMPREIA & DA SUA SUSTENTABILIDADE

Algumas vezes, miúdo, cheguei a acompanhar as manobras para pegar as lampreias quando estas subiam o rio Cávado.



Sempre ouvi, também, que muitos pescadores de Esposende e de Fão obtêm parte de seu sustento da venda deste peixe.



Ontem, nosso amigo Rui Manuel, em um comentário, reportou notícia de março de 1983, a propósito da lampreia do Cávado, que dizia que "no centro da questão está a disputa da excelente lampreia que o rio Cávado proporciona e cujo produto de venda,… Continuar

Adicionado por AntonioJorgeMotaCruz e MªArminda em 18 outubro 2009 às 3:55 — 4 Comentários

“Esposende era tão grande…”

A minha saudosa Mãe, como todos ou quase todos sabem, faleceu com 93 anos. Chamava-se Joaquina, Quininha para uns, D. Quininha para outros e Avó Quininha para os seus netos. E tinha muitos. Por mais filósofos e psicólogos que existam penso que ninguém realmente sabe o que vai numa cabeça com 93 anos de existência. Deve ser a confusão total misturada com a lucidez suprema. Deve ser a infância antiga baralhada com a experiência duma vida longa. Deve ser a alegria de ser vivo envolvida na sensação… Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 18 outubro 2009 às 2:12 — 2 Comentários

AGRAVO AO MEMBRO JOÃO SOUTO CAGIGAL

Bom dia, Cagigal.



Inicialmente, quero agradecer as palavras elogiosas à minha pessoa quando me considerou " de amabilidade extrema e um bom conselheiro... " , qualidades que não sei se efetivamente as tenho; mas gostaria de tê-las.

É confiando em que tuas palavras tenham sido sinceras que a ti me dirijo na esperança de que aceites as minhas colocações que seguem.



Não sei se a tua intenção ao participar desta rede é a de atuar como se advogado do diabo; sempre a… Continuar

Adicionado por AntonioJorgeMotaCruz e MªArminda em 17 outubro 2009 às 5:34 — 7 Comentários

Recordações de infância

Saí de Esposende muito cedo, em presença física, pois raro era o dia em que meu Pai não falava de coisas passadas ou presentes lá passadas. Tinha 9 anos e, por isso, não tive opurtunidade de entrar em ezperiências sempre marcantes, de juventude. Ia sabendo o que se passava pela família e por visitas frequentes. mas, muitas das coisas que leio neste excelente sítio, são novidade.

Restam-me recordações de infância, esbatidas, quais flashes que o tempo esbateu. Espero que alguém pegue neles e… Continuar

Adicionado por Manuel José Igreja Nunes Beirão em 17 outubro 2009 às 0:30 — 2 Comentários

CAMPEONATO NACIONAL DE REMO 1972

VEJAM A FOTO QUE PUBLICO ANTES



CAMPEONATO NACIONAL DE REMO

MOCIDADE PORTUGUESA

1972



VEJAM A FOTO QUE PUBLICO ANTES



Grande confusão na Ribeira. Tinham chegado uns tipos de Prado, com um grande camião, prontos para levar o último escaler vivo para o clube de remo de Prado. Rebate no povoado. Não podia ser. A revolta instalou-se e tudo se opôs à saída do “Abafar”, assim se chamava o último Yolle de Quatro capaz de flutuar. A malta juntou-se em frente ao… Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 16 outubro 2009 às 0:14 — 3 Comentários

Arquivos mensais

2020

2019

2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

2010

2009

© 2020   Criado por José Alexandre Areia L Basto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço