ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO

O encontro de todos os filhos ou rendidos ao Privilégio da Natureza

Blog de Luis Lamela e Lili Lamela (119)

TUDO COMEÇOU NO VELASCO - SNACK TASCO

Uma certa noite, seriam por aí 11 horas, estava eu a beber um fininho no Velasco, quando reparei que ao balcão estava o Zé Batateiro. Para quem não se lembrar do Zé era o sogro do Tone Barbeiro que emigrou para o Brasil, matou um polícia logo à chegada e passou o resto da emigração na cadeia. Se isto não for exactamente assim foi como me foi contado em algum…

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 28 novembro 2017 às 21:44 — 1 Comentário

O FERNANDINHO

Vou contar uma história passada cá no burgo há muitos anos atrás. O protagonista foi uma figura inesquecível de muitos Esposendenses: O FERNANDINHO.

Como todos os meus contemporâneos se lembram o Fernandinho fazia tudo e mais alguma coisa. Desde concertar canos, soldar regadores, limpar fossas tudo servia para ganhar um dinheirito que depressa passava do bolso…

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 27 novembro 2017 às 21:30 — 5 Comentários

                                        Tinha eu sete anos, nesse 14 de Maio, quando partiu.

                                        Tinha eu sete anos, nesse 14 de Maio, quando partiu.

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 14 maio 2015 às 22:34 — 4 Comentários

25 de Abril

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 24 abril 2014 às 23:30 — 2 Comentários

Já está disponível E esta? São 21 bichos, entre patas e coelhos. São 78 as patas todas somadas da bicharada. Então, quantos são as patas e quantos são os coelhos?

Já está disponível

E esta?

São 21 bichos, entre patas e coelhos.

São 78 as patas todas somadas da bicharada.

Então, quantos são as patas e quantos são os coelhos?

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 23 janeiro 2014 às 22:00 — Sem comentários

MEU AMIGO ANTÓNIO

O Toninho Losa foi meu vizinho muito tempo. Morava eu e a minha família no Rodrigues Sampaio e o Tone Losa logo a seguir por cima do banco. Durante dois anos foi a minha boleia para a Póvoa. Eu andava aí no Liceu e ele trabalhava em Ribeirão. Todos os dias era uma corrida. O António era um ás do volante e adorava picar-se com alguém na estrada. Além disso passava horas da…

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 11 dezembro 2013 às 22:18 — Sem comentários

Para Ti Madiba

Rui Mingas no seu melhor com poema de António Jacinto

http://www.youtube.com/watch?v=f7CPHC0hZHA

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 6 dezembro 2013 às 0:20 — Sem comentários

PRIMOS

Primos são os números que não são divisíveis entre si, segundo reza a matemática. 1,2,3, 5 e mais uma carrada deles são uns números lixados, individualistas e incapazes de se decomporem em produtos. Uns ranhosos armados em bons.

Mas não é desses primos que vos vou falar. Vou-vos falar de outros primos que também não se dividem entre si, mas que se vão multiplicando por…

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 3 dezembro 2013 às 22:39 — 4 Comentários

Saudade de Vós

Já há muito que não escrevia aqui. Hoje vai ser. Vou escrever qualquer coisa. Acho que devo. E vou escrever sobre o quê? Sinceramente não sei bem. Mas acho que devo. Também não sei muito bem porque é que acho que devo, mas acho mesmo que devo. Ao fim de tanto tempo sem escrever nada, sinto-me na obrigação de o…

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 30 novembro 2013 às 0:54 — 6 Comentários

Agora mais do que nunca a culpa é tua e só tua.

A CULPA É TUA…

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 25 outubro 2013 às 22:30 — 2 Comentários

PARABÉNS LUISINHA, MINHA IRMÃ QUERIDA

pARA A LUISINHA DE QUEM TIVE A SORTE DE SER IRMÃO

 

Parab%C3%A9ns%20Luisinha.pps

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 15 março 2013 às 19:18 — 3 Comentários

CABEÇAS A TRABALHAR 3569

 

 

No tempo em que os bichos falavam, numa floresta viviam Dona Onça e Dona Hiena, comadres inseparáveis, com características peculiares. Dona Hiena mentia às segundas, terças e quartas-feiras. Dona Onça mentia às quintas, sextas e sábados. Nos dias que não mentiam,  diziam a verdade.

Certa vez, num encontro, Dona Hiena e Dona Onça conversaram:

- Olá,…

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 1 março 2013 às 23:08 — 2 Comentários

ESTADO DO MUNDO ACTUAL

Foi-me enviada pelo Zé Alberto mas não resisto a postá-la.

O ESTADO ACTUAL DO MUNDO RESUMIDO NUMA SÓ FOTOGRAFIA:

 

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 19 janeiro 2013 às 22:47 — 1 Comentário

PARA TODOS O MEU PRESENTE DE NATAL

SILENT NIGHT

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 24 dezembro 2012 às 0:07 — Sem comentários

Feliz Natal

Para todos os amigos aqui da ribeira um Santo e Feliz Natal.

Aqui vai para todos a nossa prenda. Já é velhinha mas é da melhor qualidade.

O melhor Concerto de Natal de Sempre

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 19 dezembro 2012 às 1:33 — 1 Comentário

O passarinho

Esta é uma história que encaixa em qualquer tempo.

 

Passarinho.pps

 

Divirtam-se

Um abraço para todos incluindo os espanhois.

Luís

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 20 novembro 2012 às 21:30 — 1 Comentário

NELSON, O MEU AMIGO BURGUÊS

Hoje morreu uma pessoa que sempre me encheu de recordações. Passamos uma vida a correr e de pequenos meninos brincando ao pião, chegamos a homens a contar quantos anos faltam para a reforma. É um instante. Tudo corre a uma velocidade estonteante e se não fossem as memórias quase pareceria que vivemos sem viver. E há algumas memórias que nos acompanham ao longo da…

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 11 outubro 2012 às 23:00 — 3 Comentários

PAZ À SUA ALMA

HÁ COISAS QUE NÃO SE ENTENDEM, NÃO SE ACEITAM.

PERDEMOS UMA DAS PESSOAS MAIS DOCES DE ESPOSENDE.

NUNCA A VAMOS ESQUECER.

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 17 junho 2012 às 0:00 — 4 Comentários

PARABÉNS LILI

 Um dia, há muitos anos, fui acampar para a Barca do Lago com alguns amigos. Se bem me recordo eram o Zé Dias, o João Maria, o João Carlos e o Né Beleza. Numa das noites desse acampamento viemos a pé a Esposende ver um circo que ouvíramos anunciar. Eram aqueles tempos em que a vinda dum circo cá ao burgo era notícia, algo diferente que não se podia perder.

Lá nos sentamos naquelas bancadas de pau, mal amanhadas, e onde se corria o risco de entalar entre tábuas, coisas que nenhum homem…

Continuar

Adicionado por Luis Lamela e Lili Lamela em 9 janeiro 2012 às 12:41 — 4 Comentários

© 2021   Criado por José Alexandre Areia L Basto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço