ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO

O encontro de todos os filhos ou rendidos ao Privilégio da Natureza

“COPO MEIO CHEIO OU COPO MEIO VAZIO”

Não quero começar por justificar este título, mas espero que, depois de lerem este desabafo, consigam perceber esta minha escolha.
Todos os dias, várias vezes ao dia, consulto o “nosso” Blog e, apesar dos interessantes tópicos, das sugestões, dos contactos entre amigos, não conseguia “alinhar”, comentar….

Depois de me esforçar para entender o que se passava, fiz uma retrospectiva do meu percurso de vida e, cheguei a uma conclusão, quando nesse “filme” passava o meu percurso de emigrante!
Foi então que liguei esta minha nostalgia, ao que está a acontecer ao nosso país e ao resto do mundo. È a crise! Liga-se a rádio, a televisão, lêem-se os jornais e o que verificamos é que as notícias são tudo menos animadoras..
Nos anos sessenta aconteceu algo parecido e os Portugueses, que são corajosos, enfrentaram o problema e emigraram para melhorar a sua vida e consequentemente a do seu país. Também nessa altura, muitos dos nossos “melhores cérebros”, foram à procura de um lugar que lhes desse melhores condições de trabalho, um lugar onde pudessem por a sua juventude, as suas energias em pesquisas científicas, à procura de soluções para os grandes males que afligem a Humanidade.
Hoje, curiosamente, assisti a um programa na TV, que analisava o problema da crise e devo dizer que fiquei chocada, quando o analista a certa altura disse que, dadas as circunstâncias, o melhor que os Portugueses tinham a fazer, era emigrar para um país onde a crise está a ser controlada apresentando como exemplos, os Estados Unidos da América, o Brasil…

Foi então que me lembrei de alguém que, em momentos críticos, me dizia que devemos pensar no copo com alguma água e ,se formos PESSIMISTAS, vemos o copo meio vazio, se formos OPTIMISTAS, vemos o copo meio cheio.
Bem caros amigos, pela parte que toca, estou já à procura de água para encher o copo…………
Sendo assim, BOAS FÉRIAS para todos!

Exibições: 15

Comentar

Você precisa ser um membro de ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO para adicionar comentários!

Entrar em ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO

Comentário de Luis Lamela e Lili Lamela em 27 maio 2010 às 23:31
Tenho um amigo espanhol a quem anunciaram uma leucemia terrível no final do ano passado. Fruto da crise e do seu internamento a sua pequena empresa quase fechou. Felizmente e, após um transplante de medula, ficou bem e já voltou ao trabalho. Falamos muitas vezes ao telefone e inevitavelmente falo da crise que em Espanha é bem pior que a nossa. Ele responde-me sempre: Crisis, qué crisis?, estoy vivo después de todo lo he passado. Si no hay dinero para mas comeremos huevos fritos, pero sólo es capaz de comérselos estando vivo. Esto no es un año de crisis, es un año de gloria.
Comentário de AntonioJorgeMotaCruz e MªArminda em 27 maio 2010 às 22:46
Perfeitamente, MINA. Disseste bem. A vida já é difícil! Crise? Será só mais uma das tantas que já passamos. Para quê adicionar pessimismo? Ele não nos leva a nada. E, ainda, nos mina - desculpe o trocadilho- a saúde. Veja a apresentação Neuropeptídeos para que seja compreendida a importância de pensarmos para cima.
Um abraço.

© 2021   Criado por José Alexandre Areia L Basto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço