ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO

O encontro de todos os filhos ou rendidos ao Privilégio da Natureza

DIA MUNDIAL DA CRIANÇA! GRANDE DIA! VAMOS FAZER DELE UMA FESTA!
.
……….Amigos, vamos ter depois de amanhã um dos dias mais doces, mais fofos, mais coloridos, mais luminosos e mais belos do ano! Depois de amanhã é o DIA MUNDIAL DA CRIANÇA!
……….Lembrei-me de desafiar os habilidosos (todos são habilidosos, cada qual na sua arte) para a recolha de imagens, melodias, anedotas, máximas, legislação e direitos, histórias verídicas, memórias pessoais, fotografias, tudo o que de algum modo traga à Ribeira essa realidade maravilhosa _ «O MELHOR DO MUNDO», no dizer do poeta _ que são AS CRIANÇAS.
……….O meu contributo para esta página das CRIANÇAS será, como de costume, um texto, mais propriamente um POEMA, que tanto poderá associar-se a qualquer outro apontamento, como ser o pólo aglutinador de outras prestações. A segunda hipótese parece-me mais fácil, por haver um ponto de partida. Aliás, já temos feito aqui experiências semelhantes, bem sucedidas, conjugando 2/3 contributos em torno do mesmo texto. Nesse sentido, deixo o poema hoje, para depois de amanhã, dia 1 de Junho, enchermos a Ribeira de coisas sobre CRIANÇAS. E que tal continuarmos nos dias seguintes, dando tempo à imaginação de cada um, como se criássemos “OS DIAS DA CRIANÇA” na nossa Ribeira? Cá por mim, vou aproveitá-los para contar peripécias reais, ocorridas com crianças que me são próximas. Quem as não tem para partilhar?
……….Então, amigos, alinhai neste desafio e… mãos à obra, a pensar nos meninos e meninas que enchem o mundo de alegria. Se os há nas nossas famílias, porque não apresentá-los?
.
……….Acerca do poema, uma observação: DÁ PARA CANTAR! Foi escrito sobre a canção da cantora grega Nana Mouskouri, DE COLORES. Se o Teófilo ou outro entendido nisso nos puser a ouvir esta canção, então poderemos cantá-la nós, com a letra do poema SER CRIANÇA. Ides ver, amigos, como fica bem, cheio de ritmo e muito giro. Os três últimos versos de cada estrofe são para repetir (não sei pôr aqui chavetas com bis). A música é super-fácil. Onde a cantora diz DE COLORES, diremos nós SER CRIANÇA. O resto vem por acréscimo, podendo a cantiga terminar com um simples lá-lá-lá. Como o poema tem rima interior, até a memorização da letra fica facilitada.
………. Se eu soubesse fazer essas maravilhas, gravava alguém a cantar (e até a tocar), para servir de orientação, e divulgava aqui na rede ( tenho uma amiga, chamada Manelita, que iria adorar!). Como não sei (mas sei quem sabe…), resta-me confiar em que, mesmo assim, consigamos uma bela cantoria, guiados pela Nana Mouskouri.
……….De qualquer modo, o texto tem autonomia própria, mesmo sem música. Vai ser publicado aqui em Braga e não leva pauta musical anexa. É a minha forma de exprimir quanto gosto de CRIANÇAS. É a minha mensagem para os meus 5 netos, os netos das minhas irmãs, e todos os outros meninos _ netos, filhos, sobrinhos, afilhados _ ligados pelo coração aos companheiros desta Ribeira linda.
.
SER CRIANÇA
.
SER CRIANÇA!
Ser criança
É ser uma fonte de luz e de cor!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É ser o horizonte do Mundo Melhor!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É ser primavera sempre repetida!
É brincar, levando balões,
Cantando canções,
Gostando da vida!
.
SER CRIANÇA!
Ser criança
É pôr nos caminhos pegadas pequenas!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É dormir soninhos nas tardes serenas!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É sentir a força do Pai num abraço,
Encontrar em cada manhã
A voz da Mamã
E um doce regaço!
.
SER CRIANÇA!
Ser criança
É crescer sem medo, rancor ou vaidade!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É ter o segredo da simplicidade!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É crer nas histórias de anões da floresta!
É pensar que existe uma fada,
Que a Lua é dourada,
Que a vida é uma festa!
.
SER CRIANÇA!
Ser criança
É jogar à bola até anoitecer!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É ter uma escola que ajuda a crescer!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É brincar na rua, sem medo e feliz,
E dizer, rasgando um sorriso,
Que o seu paraíso
É o seu país!
.
SER CRIANÇA!
Ser criança
É falar a sério às aves do ar!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É ler o mistério das ondas do mar!
SER CRIANÇA!
Ser criança
É crer que é verdade toda a fantasia!
É pensar que os homens da Terra
Não gostam da guerra
E há só harmonia!

01 de Junho de 2010
Maria Luísa Lamela

Exibições: 310

Comentar

Você precisa ser um membro de ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO para adicionar comentários!

Entrar em ESPOSENDENSES - NA RIBEIRA OU NO MUNDO

Comentário de Antonio Gonçalves Pereira em 20 outubro 2010 às 22:44
DE BELINHO A ESPOSENDE
Terra-mãe dos meus primeiros amores
Jardim das minhas saudades
A escola dos meus professores
Bibliotéca das minhas verdades!

Também fonte dos meus carinhos
Esplanada do lar dos meus pais
A carta dos meus caminhos
Para ir à procurar de algo mais.

Em Belinho guardo as històrias
Dos que fizeram valores um dia
Pàginas que recordam glòrias
Na encosta do Monte da Guia.

Belinho a pradaria dos bons pastores
A conduzir almas para os céus
Tantos até artistas e lavradores
Que a fé deram aos filhos seus!

Belinho plataforma de paz e amor
Entre o mar e lindas moradias
Em cada portal se dão os bons dias
Desejando as graças do Senhor.
a 19/10/2010
Comentário de Antonio Gonçalves Pereira em 20 outubro 2010 às 22:42
Uma criança
È uma estrela da vida
Fruto dum puro amor
Tesouro da criação
Por Deus abençoada.
No lar centro de atenção
Espelho da pura inocência
A reflétir a simplicidade
Na felicidade encontrada.

Este trio abençoado
È como a trindade do lar
Unidos pela sua esperança
Ao encontro do melhor destino.
E a cada dia é renovado
O grande desejo de procurar
Garantir fidelidade e confiança
Com a força do amor divino.

Quando a criança sorri
Sorri o Deus Criador no Céu
Ao ver a verdade na terra
Pela liberdade da natureza.
Quando maltratam as crianças
Choram todos os santos
Que sentiram um dia a injustiça
De verem tantos lares na pobreza.

Vemos em cada sorriso seu
Como um relâmpago de luz
Que parece descer do Céu
Iluminando o rosto dos pais.
Ao contemplar a sua candura
Vemos ali a imagem de Jesus
Sua mãe abre pra ela seu véu
O pai escuta os seus ais !

Cada filho é dos pais uma herança
Deixado pelo amor à vida
Que darà a continuidade
À vontade do Deus Criador.
È um dever dar às crianças
Todo o amor e carinho
Escondendo os gestos de maldade
Que desviam as crianças do amor.

Alegria ao ouvir cantar as crianças
Ver seus gestos inocentes
Responder a perguntas simples
Na verdade por elas entoada.
Ajudam-nos a estar na vida
A esquecer males existentes
Ao receber o carinho delas
Sentir-se assim a vida abençoada.

Esta simplicidade sagrada
Espelha o quanto vale o amor
E a verdade da natureza
Na liberdade das suas expressões.
A criança é a flor apetecida
Para se acariciar e beijar
Ao ver nelas com subtileza
O valor das nossas imoções.
a 20/10/2010
Comentário de Luisa Lamela Gomes dos Santos em 1 junho 2010 às 16:34
Também me pareceu bem transferir para aqui o comentário que deixei ao António Jorge e à Maria Arminda sobre a preciosa achega que acrescentaram ao poema SER CRIANÇA. É que aquele GESTO DE AMOR, chegado do Brasil pela mão destes dois amigos de alma enorme, não se pode perder!
Estou em crer que a celebração do DIA MUNDIAL DA CRIANÇA na nossa Ribeira nos vai encher a alma.
Cá vai então o comentário: MIL OBRIGADAS! Como é que eu poderia perder isto?!!! Também sou antiquada como vós. Fiquei a chorar.
Estes «mil obrigadas» prendem-se com o facto de eu não ter conseguido abrir o ficheiro e o António Jorge ter feito o favor de mo reenviar de outro modo. Não querendo perder o GESTO DE AMOR de modo nenhum, pedi-lhe ajuda e ela chegou um minuto depois.
Vejam o pequeno filme e digam lá se se pode perder.
Comentário de Luisa Lamela Gomes dos Santos em 1 junho 2010 às 16:00
Embora se dirija à "nossa" Augustinha, este comentário vai aqui, para que fique mais partilhada a história linda que ela nos contou, respondendo ao apelo para falarmos de CRIANÇAS durante estes dias.
A história é linda, amiga Augustinha, e muito educativa. De facto, desistimos muitas vezes de levar até ao fim projectos e sonhos por causa das "vozes do contra". Como lemos na grande "bíblia" de Os Lusíadas, se os nossos nautas dessem ouvidos à voz do Velho do Restelo, não teríamos chegado à Índia. E olhe, amiga, vozes destas, que não fazem nem deixam fazer, é o que há mais.
Obrigada pela partilha.
Hoje, vão dois beijinhs, um para os netos da Augustinha dos olhos verdes e outro para a vovó.
Comentário de Augusta Eugenia da Cunha Eiras em 1 junho 2010 às 12:04
Poema dia das crianças.

Conta certa lenda que estavam duas crianças patinando num lago congelado.
Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam despreocupadas.
De repente, o gelo quebrou e uma delas caíu ficando presa na fenda que se formou.
A outra vendo seu amiguinho preso e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo
com todas as suas forças conseguindo por fim quebrá-lo e libertar o amigo.
Quando os bombeiros chegaram e viram o que tinha acontecido, perguntaram ao menino.
-Como você consegui fazer isso?
È impossivel que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!
Nesse instante um ancião que passava pelo local comentou:
Eu sei como ele conseguiu.
Todos perguntaram!
Pode nos dizer como?
È simples respondeu o velho.
Não havia ninguém ao seu redor para lhe dizer que não seria capaz.

Albert Einstein

Beijinhos para os meus netos e para todas as crianças do mundo
Comentário de AntonioJorgeMotaCruz e MªArminda em 1 junho 2010 às 2:47
Olá, Luisinha.
Eis a nossa contribuição a esta sua temática que comemora, lindamente, o dia mundial da criança.
http://esposendensesnaribeiraounomundo.ning.com/profiles/blogs/gest...
.
Comentário de Luis Lamela e Lili Lamela em 31 maio 2010 às 0:44
Há crianças maravilhosas. Vejam só.

http://www.youtube.com/watch?v=IN5afcbOktU&feature=related
Comentário de Teofilo E Costa Moreira + Ló em 30 maio 2010 às 22:15
Com a Nana Mouskouri

" target="_blank">
Comentário de Teofilo E Costa Moreira + Ló em 30 maio 2010 às 22:09
Comentário de MARGARIDA REIS em 30 maio 2010 às 21:00
Terça-feira cá estarei, Luisinha ou não seja eu a "tolinha dos dia de" e este é super importante.Beijinhos

© 2021   Criado por José Alexandre Areia L Basto.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço